ACESSIBILIDADE
VRSTI: 
Noticia
Prefeito de STI decreta medidas e lança campanha de envolvimento
19 de Março de 2020

Entre as medidas, suspensão de eventos, aulas e restrição de atendimentos

Uma série de medidas estão sendo colocadas em prática desde segunda-feira desta semana, pelo prefeito de Santa Terezinha de Itaipu, Cláudio Eberhard. O objetivo é traçar medidas de contingência que assegurem a saúde da população no que se refere à contaminação pelo coronavírus (Covid-19).

Dois decretos já foram publicados com medidas que vão desde a paralisação das aulas nas redes municipal e particular por tempo indeterminado, além de restrição ao funcionamento de estabelecimentos comerciais de primeira necessidade (alimentos, agências bancárias, postos de combustível, farmácias) – delimitando a permanência de atendimento de no máximo 20 pessoas -, até a suspensão de eventos, cultos, missas, exposição em parques e bosque, atracadouro externo do terminal turístico, entre outros, para que não haja aglomeração de pessoas.

Dentro do calendário de atividades do município estavam previstas para a Semana Santa, a tradicional Feira do Peixe Vivo e a apresentação do espetáculo Auto da Paixão de Cristo. Ambas atividades foram suspensas devido a pandemia. Para o mês de maio, a Fespop Festival (evento em que o município é apoiador) e a programação de aniversário dos 38 anos de Santa Terezinha também já foram suspensos. “O momento pede cautela; prevenção. Não estamos medindo esforços para que as pessoas do grupo de risco sejam preservadas, bem como toda a população, para que consigamos passar por essa fase crítica de maneira mais amena”, ressaltou o prefeito.

Desde segunda-feira, o gestor público em companhia do secretário de Saúde, Fábio de Mello, tem ido à emissora de rádio local para orientar a população local, falar das ações estabelecidas em decreto e da importância do engajamento de todos nesse momento de comoção geral. Reuniões setorizadas também estão fazendo parte da rotina com o mesmo objetivo: tirar dúvidas e explicar a importância do engajamento geral.

Evitar a circulação e permanência nas unidades básicas de saúde e na unidade de pronto atendimento também é uma atitude assertiva. Em decreto, o prefeito determinou que médicos do programa Saúde da Família se dirijam até a residência daqueles que estejam com sintomas de gripe, entre outras necessidades. “Fiquem em casa. Permaneçam em suas casas e saiam apenas em situação de extrema necessidade”, alertou.

Campanha – A partir desta quinta-feira, 19, o poder público deu início à campanha: “Sem abraço, sem beijinho, sem aperto de mão. Não é desprezo é apenas proteção”. A ação consiste na distribuição de um adesivo que irá ser distribuído em vários pontos da cidade. “Uma forma singela de demonstramos com carinho que estamos juntos nessa campanha de proteção à vida”, pontuou o prefeito.

Texto e foto: DC STI