ACESSIBILIDADE
  • A-
  • A
  • A+
VRSTI: 
Noticia
Município intensifica combate à Dengue
16 de Fevereiro de 2021

Nesse momento em que as atenções estão voltadas para a prevenção ao coronavírus, é importante também que a população esteja atenta para proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, que assim como a Covid-19, também podem matar.

Com intuito de alertar e conscientizar os munícipes, a administração municipal de Santa Terezinha de Itaipu, por meio do departamento de Vigilância em Saúde, deve intensificar as ações de fiscalização nas residências. “Os agentes de endemias permanecem com as orientações nos imóveis sobre os cuidados básicos que os moradores precisam continuar executando em suas casas para eliminar os possíveis depósitos de larva do mosquito. A intensificação das ações no combate ao Aedes será realizada no município, uma vez que, os imóveis vistoriados encontram-se em sua maioria com depósitos e larvas do mosquito, além do aumento considerado de mosquitos alados em decorrência das chuvas registradas nas últimas semanas”, explicou a diretora da pasta, Daiany Vitorassi.

Lei

De acordo com a Lei 1620/2016, que estabelece as normas para controle de endemias em Santa Terezinha de Itaipu, os proprietários são responsáveis pela conservação e manutenção dos terrenos baldios, jardins, quintais e dos pátios. O mesmo se aplica para os imóveis comerciais e industriais, que devem seguir as normas de higiene para evitar a proliferação do mosquito.

Multas

Caso seja constatada a presença de criadouros do Aedes Aegypti, os donos ou ocupantes de imóveis serão multados. O valor da multa será de 2 (duas) VRSTI para pessoa física e 4 (quatro) VRSTI para pessoa jurídica. A Lei prevê ainda, cassação do alvará para os proprietários que não regularizarem a situação no prazo estipulado, bem como interdição do imóvel para pessoas jurídicas.

“Precisamos da colaboração de todos, principalmente dos proprietários de lotes e terrenos baldios, para que façam a limpeza desses locais e evitem multas. A dengue é uma doença grave, que assim como a Covid-19, também pode matar. Prevenir é a melhor forma de evitar a dengue”, destacou a prefeita Karla Galende.

De acordo com dados obtidos pelo último boletim epidemiológico, divulgado na última quarta-feira, 10, até o momento o município registrou 66 casos notificados, 31 confirmados, 30 descartados, 5 em investigação, 1 em sinal de alerta e 1 caso grave da doença.